3 problemas da escovação forçada

By 18 de dezembro de 2019 Notícias

3 problemas da escovação forçada

problemas da escovação forçadaEscovação forçada é aquela onde a qualidade é substituída pela força. Dentre os problemas da escovação forçada está o fato de que ela normalmente é acompanhada por movimentos enérgicos e longos, no sentido horizontal. Utilizar uma pressão excessiva na escovação, especialmente com frequência, pode causar mais males do que benefícios. A página Bem Estar, do site G1, reforça essa afirmação: “A retração gengival, que causa a sensibilidade, ocorre em função da escovação errada, muito forte e/ou com movimentos equivocados”. A função da higiene bucal é eliminar completamente a placa bacteriana. Por isso, a escovação deve ser feita dente a dente, com uma escova que tenha a cabeça pequena e suas cerdas sejam macias.

Uma grande dica para quem não consegue controlar a força ao escovar os dentes é manter a escova apenas entre os dedos polegar e indicador. Dessa forma, sem fechar a mão sobre o cabo da escova, a pressão aplicada tende a ser menor.

 

Leia também:

Mascar chicletes e sua saúde bucal

Como escolher o melhor creme dental

8 dicas para escolher fio dental

Conheças as principais especialidades em odontologia

 

Um outro conselho é modificar a forma de encarar a higiene bucal, que não deve ser feita apenas por obrigação. Sem pressa e suavemente, ela deve atingir o objetivo de limpar realmente todos os dentes e a boca. Portanto, deve ser reservado um tempo maior para o processo, que deve demorar, pelo menos, 3 minutos.

Conheça os problemas da escovação forçada

A recomendação dos dentistas é que os dentes sejam escovados três vezes ao dia, no mínimo. Mas a forma como a escovação é feita também conta para a preservação da saúde bucal. Muitas vezes a qualidade é mais eficiente do que a frequência, embora sejam ambos importantes.

Algumas pessoas acreditam que escovar com vigor fará com que a limpeza seja mais efetiva. Muitas delas acham que realmente estão caprichando na higiene bucal. Porém, na realidade, uma fricção excessiva pode irritar ou forçar a gengiva, que, ao ser empurrada, expõe uma parte do dente sem esmalte.

Esta parte exposta fica mais sensível ao contato e mais predisposta ao desenvolvimento de cáries. Portanto, utilizar a força no ritual de higiene bucal colocará em evidência os problemas da escovação forçada.

Sensibilidade dentária

A sensibilidade é o resultado da irritação do nervo do dente. Normalmente está associada a um desconforto ou dor aguda e súbita em algum dente, ou, às vezes, em vários. Essa sensação dolorosa fica acentuada quando da ingestão de bebidas ou alimentos muito frios ou muito quentes. Pode ser agravada também pela inspiração de ar frio ou pressionando os dentes.

Existem vários gatilhos para o aparecimento dessa condição, mas estima-se que a escovação incorreta seja um dos mais frequentes. A pressão da escova, principalmente em movimentos paralelos à base dos dentes, faz com a gengiva seja empurrada para baixo. Ao ficar exposta, esta parte do dente sem a proteção do esmalte passa a apresentar sinais de sensibilidade.

Irritação da gengiva, bochecha e lábios

As partes moles da estrutura da boca sofrem com os problemas da escovação forçada. Especialmente quando força e pressa agem juntas, pode-se perder o controle dos movimentos e atingir essas partes sensíveis. Ao serem machucados, esses tecidos ficam vermelhos, inchados e doloridos, podendo mesmo ficar feridos.    

Em função disso, pode haver dificuldade nas futuras escovações, para beber, comer e até para falar. Então, para evitar sofrimento, a escovação deve ser feita sem afobação, com calma, promovendo uma massagem para os dentes, gengivas e bochechas.

Retração gengival

Quando a gengiva é forçada em direção à raiz e não retorna, configura-se uma situação de retração gengival. Muitos fatores podem causar esse problema, mas, certamente, um deles é a escovação inadequada.

A partir da retração, surgem complicações como a sensibilidade nos dentes, as cáries, o mau hálito e, é claro, muita dor. Nesses casos, pode ser necessária uma cirurgia gengival, para colocar a gengiva no lugar e proteger a parte sensível do dente.

Melhor prevenir do que remediar

problemas da escovação forçada

 

 

Os problemas da escovação forçada são facilmente resolvidos com o treinamento e a força de vontade. Começando por uma escova de cerda macia, aprendendo a técnica correta, e agindo com tranquilidade, tudo vai correr bem. Por isso, as visitas ao consultório do dentista são imprescindíveis.

Uma das funções do profissional de odontologia é mostrar ao paciente a melhor forma de higienizar os dentes, evitando problemas futuros. Encontre o seu dentista entre os credenciados da Uniodonto Uberlândia e fique longe dos problemas da escovação forçada.

 

Leave a Reply