Como levar as crianças ao dentista com facilidade

By 30 de abril de 2018 março 7th, 2019 Notícias

Levar crianças ao dentista pode ser um pesadelo tanto para a criança, que tem receio desse tipo de profissional, quanto para os pais, que devem conter o medo e a birra do filho no momento da consulta. Mas levar as crianças ao dentista é uma tarefa essencial para que o pequeno cresça com a dentição primária saudável e adquira hábitos de higiene que irão acompanhá-lo por toda a vida.  

A visita regular ao profissional, no entanto, não é realidade. A última Pesquisa Nacional de Saúde Bucal, realizada em 2010, indica que 18% das crianças de 12 anos nunca foram ao dentista. Seja por falta de acessibilidade ou medo de encarar o profissional, esta situação é muito prejudicial para a saúde infantil. De acordo com especialistas, os cuidados com a saúde bucal devem começar quando os primeiros dentes de leite aparecerem, por volta dos 6 meses. Mas o Journal Pediatrics revelou que apenas 2% das crianças tem a primeira consulta com até dois anos.

Para vencer as dificuldades de levar as crianças ao dentista é importante mostrar que o ambiente é acolhedor e não há razão para ter medo da consulta. Alguns truques podem ser utilizados para deixar a visitar ao profissional mais fácil.

 

Você pode se interessar também:

Como é uma consulta odontopediátrica?

Conheça as principais especialidades em Odontologia

15 males que podem ser evitados com consultas regulares ao dentista

Como funciona a perícia em plano odontológico?

 

Dicas para levar as crianças ao dentista com tranquilidade

1 – Vá a um profissional especializado
O odontopediatra é o profissional especializado para atender e cuidar da saúde bucal de crianças, assim, marcar uma consulta com ele é o mais indicado. O odontopediatra lida com as particularidades do cuidado e prevenção da boca infantil e aplicam técnicas para deixar o paciente mais confortável para a consulta como: decoração com personagens de desenho, brinquedos e explicações lúdicas sobre os procedimentos e ferramentas para que a criança não se assuste.  

2 – Marque a primeira consulta cedo
Quando a criança não tem contato direto com a odontologia, ela irá aprender sobre esse universo a partir das noções pré concebidas que pais, familiares e amigos contam – com seus medos e traumas. A recomendação dos profissionais é levar a criança ao dentista quando os primeiros dentes apontarem ainda no primeiro ano de vida. Quanto mais cedo a consulta acontecer, o pequeno irá se acostumar com o ambiente, profissional e procedimentos, evitando fadigas e deixando que ele tenha suas próprias experiências.

3 – Não minta para a criança
Falar ao filho que irão passear quando, na verdade, estão indo para uma consulta gera receio por parte da criança uma vez que ela não entende porque não foi avisada antes. A relação com o dentista também deve ser transparente para evitar a desconfiança e alimentar o medo. Se for necessário realizar procedimentos que causem incômodo ou dor, tente explicar com linguagem e metáforas adequadas para que ela entenda e não seja pega de surpresa.

4 – Evite palavras negativas ao falar de dentista 
Antes de levar a criança ao dentista, certifique-se de não criar uma imagem negativa sobre a profissão. Nunca diga que “vai ficar tudo bem” ou “vai ser rapidinho e passa”, pois, o pequeno pode ficar com a impressão que a situação é difícil e deve ser superada. Assim, evite associar a consulta odontológica com palavras negativas. Ao invés disso, mostre que ir ao dentista é positivo e divertido com brincadeiras simulando a inspeção bucal e limpeza dos dentes, mostrando que não há o que temer.

5 – Distraia a criança na consulta
É normal que os instrumentos odontológicos assustem o paciente principalmente quando há necessidade de intervenções com anestesia, pinças ou o temido motor. Por isso, tente distrair a atenção da criança com a decoração, brinquedos, televisão ou até peça para que ela segure um objeto de trabalho do dentista para que ela se familiarize. O choro não é sempre um sinal de trauma. A criança pode chorar pelo medo do desconhecido, estar com uma pessoa estranha ou desconforto pelos instrumentos na boca. O importante é não desencorajá-as para as consultas de rotina.

Continue acompanhando o blog da Uniodonto Uberlândia para mais dicas para tornar a visita ao dentista mais agradável e curta nossa página no facebook.

Leave a Reply