Baixa imunidade e saúde bucal

By 27 de maio de 2020 Notícias

Baixa imunidade e saúde bucal

 

A baixa imunidade funciona como uma porta aberta para várias enfermidades. Um sistema imunológico fragilizado permite a proliferação de microrganismos nocivos, prejudicando o equilíbrio do organismo humano. E, mesmo que uma doença afete outra parte do corpo, muitas vezes é normal que seus primeiros sintomas surjam na boca. Afinal, a saúde bucal reflete a saúde geral. A baixa imunidade pode acelerar infecções respiratórias, alergias, alterações de peso, problemas de pele e muitos outros. Porém, é na boca que alguns sinais começam a aparecer com mais frequência. Aftas, estomatite, herpes, inflamações gengivais, periodontite e mau hálito estão entre os mais comuns.

A baixa imunidade interfere na saúde bucal de forma muito marcante, pois diminui a resistência do corpo a infecções. A ação de bactérias, fungos e vírus, começa pelos órgãos que permitem interações com o meio ambiente. Portanto, a boca é um dos principais canais de acesso desses microrganismos.

 

Veja também:

Por que a alimentação moderna é uma forte aliada dos convênios odontológicos?

Em 5 segundos: como solicitar cotação para contratar plano odontológico?

Como manter um sorriso perfeito na quarentena?

Saúde bucal em tempos de coronavírus

 

As causas da baixa imunidade vão desde os fatores genéticos e doenças crônicas até o estilo de vida, estresse e a má alimentação. Por isso, é muito importante identificar as causas e promover a recuperação do organismo, antes que algum mal se instale.

Doenças bucais ligadas à baixa imunidade

Aftas

Aftas são pequenas feridas de forma arredondada, vermelhas, com o centro amarelado ou esbranquiçado, que se formam dentro da boca. Como são dolorosas, podem ser utilizados pomadas analgésicas e corticoides tópicos para diminuir as dores e controlar infecções. Bochechos com enxaguantes bucais também ajudam a impedir a proliferação de bactérias.

Além disso, os antibióticos são indicados para tratar a infecção que causou o aparecimento das aftas.

Estomatite aftosa

A estomatite aftosa provoca vermelhidão, úlceras, aftas, feridas e dores na boca e nas gengivas. De fato, é uma doença inflamatória, cujas lesões aparecem e se curam sozinhas. Porém, causa muita dor e dificuldade para engolir. Para amenizar os incômodos, existem medicamentos naturais ou sintéticos, com características anti-inflamatórias ou antibióticas.

Herpes

 

O herpes labial é contagioso, doloroso e não tem cura. Trata-se de uma doença causada por um vírus e que pode atingir os lábios, a cavidade bucal e as gengivas. A baixa imunidade favorece a ação do vírus, que causa bolhas e feridas doloridas. Nesse caso, também, os medicamentos podem aliviar a dor e reduzir o tempo das erupções.

Inflamações gengivais

Inflamação gengival, ou gengivite, pode ser identificada por alguns sintomas: vermelhidão, sangramento e dor nas gengivas. Além disso, pode provocar, também, gosto ruim e mau hálito. A causa da gengivite é o acúmulo de placa bacteriana nos dentes. Isso acontece, principalmente, quando a higienização é inadequada ou ineficiente.

Com uma baixa imunidade, o portador percebe uma maior velocidade e intensidade na inflamação. Em casos mais graves, a gengiva pode retrair, deixando os dentes mais longos e a raiz exposta. Por isso, a gengivite deve ser logo tratada por um profissional, evitando que se transforme em uma doença periodontal.

Periodontite

Quando a gengivite não recebe o tratamento adequado, pode evoluir para uma periodontite. Dessa maneira, começa a atingir os tecidos de suporte dos dentes, ossos e ligamentos. Além dos sintomas de gengivite, na periodontite os dentes começam a perder sua estrutura e ganhar mobilidade.

O tratamento dentário, nesse caso, é urgente, pois pode chegar à perda dos dentes. Os procedimentos odontológicos compreendem limpeza, raspagem e alisamento radicular, podendo ser necessária, em algumas situações, uma intervenção cirúrgica.

Cuidados para combater a baixa imunidade

Combater a baixa imunidade significa, em outras palavras, aumenta-la. Para isso, algumas ações são necessárias, em função das causas identificadas. Porém, uma vida ativa, com, no mínimo, 15 minutos de sol por dia, e uma alimentação balanceada, é o ideal.

Alimentos que ajudam a aumentar a imunidade:

  • Frutas cítricas;
  • Folhas verde escuras;
  • Cereais, integrais e grãos;
  • Castanhas;
  • Peixes e azeite (ômega 3);
  • Cebola, alho, pimenta e gengibre;
  • Própolis;
  • Iogurte natural.

Proteja sua saúde mental, com atividades leves e relaxantes, procurando estar perto de quem ama e diminuindo o ritmo. Afaste-se da vida sedentária, alimente-se bem, durma pelo menos oito horas por noite, hidrate-se e tome sol. Fuja da baixa imunidade. Lembre-se sempre que prevenir é o melhor caminho.

Por outro lado, não subestime as vantagens de uma boa rotina de higiene bucal. Cuide de seus dentes, de sua boca e de sua saúde bucal. Um sorriso bem cuidado ainda é o melhor cartão de apresentação.

Porém, se mesmo assim, perceber algum problema dentário, conte com a Uniodonto Uberlândia. Cote e contrate os melhores planos odontológicos para você e sua família direto no site, com rapidez e sem burocracia.

Leave a Reply