Cárie dentária: podemos viver toda a vida sem ela?

By 18 de março de 2020 Notícias

Cárie dentária: podemos viver toda a vida sem ela?

cárie dentária

E se chegássemos ao fim da vida sem nenhuma cárie dentária? Você já pensou nisso? Porém, na maioria dos casos, esta já não é mais uma probabilidade. Afinal, quase todos nós já enfrentamos o dentista com alguma ocorrência de cáries. Mas, e as crianças nascidas agora? Será possível cuidar para que elas cheguem à velhice sem nunca ter tido sequer uma cárie dentária? Sim, é uma possibilidade real. Os dentes não têm data de validade, mas podem sofrer desgaste se agredidos todos os dias. Uma alimentação deficiente e a falta de cuidados preventivos pode abrir caminho para as doenças bucais, como a cárie dentária. Então, a milagrosa fórmula para garantir a saúde bucal de um ser humano é somar uma boa dieta com prevenção efetiva.

 

Você vai gostar de ver também:

5 dicas valiosas para escolher a melhor escova dental

Qual é o trabalho de cada dente?

Como usar o fio dental corretamente?

Como escolher o melhor creme dental?

 

Primeira infância sem cárie dentária

Os bebês devem começar a frequentar o consultório do dentista desde antes de completar um ano. Dessa forma, o profissional pode prevenir as cáries e acompanhar o crescimento das arcadas. Além disso, promove a familiaridade com o ambiente, preparando a criança para as futuras consultas.

Outro fator muito importante é o aleitamento materno por períodos prolongados. A amamentação protege contra a formação de cárie dentária e auxilia no encaixe correto dos dentes. Isso ocorre devido ao conjunto das ações de sucção, deglutição e respiração pelo nariz, sincronizadas.

Até os dois primeiros anos, os pais devem evitar oferecer alimentos e bebidas doces, que desmineralizam os dentes. As manchinhas brancas que podem ocorrer nessa fase são resolvidas com aplicação de flúor pelo odontopediatra.

Juventude sem açúcar

A recomendação dos especialistas para a ingestão de açúcar é de 10% do total de calorias ingeridas por dia. Isso dá, em média, cerca de 10 colherinhas de chá diárias, no máximo. O açúcar é transformado em ácido pelas bactérias da boca, que passa a agredir os dentes, favorecendo a cárie dentária.

A saliva tem como funções equilibrar a acidez na cavidade oral e repor os minerais do dente. Porém, dependendo da quantidade de doces, esse trabalho pode se tornar muito difícil de ser feito naturalmente.

Devemos lembrar que a preocupação com as cáries não é restrita aos dentes permanentes. Os decíduos acompanham a criança durante toda a infância e devem ser cuidados da mesma forma. Afinal, os dentes de leite só serão substituídos na hora certa. A perda de um deles prejudica a formação do definitivo, que pode vir a nascer torto ou fora de lugar.

Tanto a criança quanto o adolescente são presas mais fáceis da cárie dentária. A primeira, pela falta de coordenação motora e imaturidade, que prejudicam as ações de higiene bucal. O segundo, pela rebeldia e rotina atribulada. Em comum, ainda existe o consumo de lanches repletos de alimentos cariogênicos.

Alimentação equilibrada para uma vida saudável

A boa alimentação é, sem dúvida nenhuma, o combustível da saúde, aliada à ingestão de água em quantidade adequada. A ressalva contra o açúcar é séria, embora seja difícil de praticar. Porém, é responsabilidade dos adultos estimular e motivar a prática de uma dieta equilibrada.

Hábitos saudáveis começam na família e fazem bem para todo mundo. Os alimentos pegajosos e doces devem ser substituídos por bastante verduras, vegetais e frutas. Grande parte das frutas ajuda na limpeza dos dentes e diminui o desejo por guloseimas. Direto para a lancheira, então!

Uma vida inteira sem cárie dentária

cárie dentária

Por fim, chegamos à higiene bucal. As boas práticas de higienização devem fazer parte da rotina de crianças e adultos. Desenvolvê-las desde pequenos faz com que se transformem em hábitos para a vida inteira.

A escovação três vezes ao dia e o uso diário do fio dental devem ser seguidos por acompanhamento profissional frequente. Deixar o dentista para os momentos de dor significa deixar que a cárie dentária se instale. Os exames clínicos diagnosticam os problemas antes que apareçam.

Portanto, com uma boa dieta, higienização adequada e a ajuda do dentista, podemos chegar a uma vida inteira sem cáries. Prevenção e cuidados desde criança permitem chegar à velhice com uma boca saudável e sem nenhuma cárie dentária.

Facilite a sua rotina com os planos odontológicos da Uniodonto Uberlândia. Uma vida inteira sem aperto, sem dor e sem cárie dentária!

 

Leave a Reply