Como é uma consulta odontopediátrica

By 25 de julho de 2018 março 8th, 2019 Notícias

A cultura da prevenção é a grande vantagem da odontologia moderna, especialmente em se tratando de crianças e bebês. O objetivo é a mudança na mentalidade de adultos que ainda vêm o consultório de um dentista como um local de tortura, e a criação de uma nova geração que sabe que cuidar dos dentes é importante e natural. A prevenção pediátrica é simples, barata e muito menos traumatizante. Uma consulta odontopediátrica pode ser uma grande viagem divertida.

Os novos profissionais da odontopediatria reconhecem que as visitas ao dentista são situações que geram alguma ansiedade e valorizam os procedimentos e detalhes que vão além do tratamento em si. 

 

A primeira consulta odontopediátrica

 

Sempre que possível, a primeira visita ao dentista deve ser preventiva, evitando as situações de dor. É na primeira consulta que a criança constrói suas impressões podendo até fazer amizade com o dentista. Quanto antes for mais fácil será para ela incorporar bons hábitos bucais e o medo de consultas.

A partir daí, o acompanhamento é fundamental para o desenvolvimento de uma dentição saudável, com o reconhecimento precoce de anomalias e malformações.

Mesmo em consultas curativas, em que já é necessário algum tratamento, as técnicas utilizadas por um bom profissional ajudam a construir um relacionamento de confiança, com a eliminação de medos e ansiedades e promovendo o autocontrole da criança.

 

Os consultórios odontológicos voltados para o público infantil

 

Os novos consultórios odontopediátricos já se diferenciam pela sala de espera. Toda a decoração do espaço é pensada para criar uma aproximação com o público infantil. Vários artifícios são utilizados para uma identificação com o universo das crianças, desde brinquedos, personagens, desenhos animados e atividades lúdicas.

As pessoas responsáveis pela recepção são, também, normalmente treinadas para lidar com os pequenos. Geralmente elas conseguem distinguir neles quaisquer sentimentos negativos que possam interferir no atendimento.

 

O profissional de odontopediatria

 

Antes de qualquer coisa, um especialista infantil é um dentista. Os conhecimentos na área e a utilização de produtos e equipamentos de qualidade são importantes para o sucesso do tratamento. Mas o odontopediatra agrega muito mais ao atendimento técnico.

Ele sabe que o seu paciente é especial e que tudo que aprender agora, levará para o resto de sua vida. Então é fundamental que em toda consulta odontopediátrica haja uma conquista. Um profissional desta área deve gostar de crianças, porque elas sabem quando são acolhidas e tratadas com carinho, mesmo em situações em que é necessário agir com autoridade.

As manifestações de resistência como choro, boca fechada, mordidas e pontapés, devem ser respeitadas, pois tratam-se de demonstrações do que a criança está sentindo. Neste momento é que se conhece a diferença entre um especialista infantil e um profissional comum.

Um odontopediatra utiliza várias técnicas para criar uma aproximação e conquistar a confiança dos pequenos. Uma delas é a da distração, onde se desvia a atenção da consulta em si para a contação de histórias, músicas e brincadeiras. Ainda é utilizada a técnica do reforço positivo, com elogios e recompensas. E, sempre que viável, o dentista apresenta os equipamentos e procedimentos que serão utilizados, em linguagem simples e atrativa. Isto facilita a familiarização com o ambiente e cria uma camaradagem com o dentista, espantando o medo e a ansiedade.

 

É muito bom saber que existem profissionais especializados para lidar com os nossos pequenos e que utilizam estratégias para tornar uma consulta odontopediátrica tranquila e estimulante, não é verdade?

Para conhecer mais sobre este assunto, visite nosso site e conheça nossos planos odontológicos: http://uniodontouberlandia.com.br/uniodonto-para-voce/plano-pessoa-fisica/.

 

Leave a Reply