Como fazer a remoção de tártaro?

By 20 de junho de 2018 março 8th, 2019 Notícias

Grande parte do trabalho dos profissionais de odontologia gira em torno do tártaro e dos estragos que ele provoca. O que chamamos de Limpeza Dental é exatamente o procedimento de remoção de tártaro.

A formação da placa bacteriana

O tártaro é a calcificação da placa bacteriana. Esta sim é a chave de tudo. A placa bacteriana ou biofilme dental é uma capa pegajosa composta de bactérias que habitam sempre em nossas bocas, que cobre os dentes e margens da gengiva. Ela é formada quando estas bactérias se aproveitam dos restos de alimentos, como açúcares e carboidratos, que permanecem na boca depois de ingeridos, e passam a produzir ácidos.

Todos os seres humanos desenvolvem a placa, já que estas bactérias “moram” em todas as bocas, em qualquer faixa etária. Se a placa não for eliminada, há risco de inflamação da gengiva, provocando inchaço, vermelhidão e sangramento. Esta gengivite pode evoluir para uma doença periodontal, colocando os dentes em perigo. Nossa tarefa é removê-la antes que isto aconteça ou que ela endureça e se transforme em cálculo dental, conhecido como tártaro. A remoção do tártaro já não é uma tarefa tão simples.

Para reduzir a placa bacteriana, recomenda-se uma escovação adequada durante 2 minutos, pelo menos 3 vezes ao dia, complementada pelo uso do fio dental diariamente. Pode-se prevenir a sua formação também com uma alimentação correta, com redução de alimentos açucarados ou compostos de amido.

O tártaro ou cálculo dental

Para verificar a existência de cálculo nos dentes, basta olhar pelo espelho. Ao contrário da placa bacteriana, ele é visível entre os dentes ou próximo à gengiva. Em alguns casos, o acúmulo dele pode empurrar a gengiva e causar sangramento. Pode-se ver nos dentes algumas regiões opacas com irregularidades e formações minerais de cor amarelada ou marrom nos encontros dos dentes e entre os dentes e a gengiva.

O acúmulo de tártaro proporciona um ambiente propício para novas placas bacterianas, e um provável afluxo de afecções periodontais. Ele pode se apresentar de duas formas:

Supragengival – De cor amarelada, é visível acima da margem gengival e é removível facilmente.

Subgengival – Possui uma cor escura ou esverdeada e se concentra por baixo da margem gengival, ficando invisível à observação. É mais duro e mais agarrado à superfície do dente.

Procedimentos para remoção de tártaro

O tártaro, uma vez instalado, só pode ser removido por um dentista. Existem 4 técnicas de limpeza dental utilizada por profissionais:

1 Limpeza padrão

A remoção do tártaro e da placa bacteriana é feita utilizando jatos de bicarbonato, extratores de tártaro, curetas e ultrassom odontológico, a critério do profissional. Após o procedimento de limpeza, é feito um polimento e aplicação de flúor.

2 Desbridamento de boca cheia

É semelhante ao procedimento padrão, acrescido de uma aplicação de irrigação antimicrobiana por baixo da gengiva. É uma limpeza extensiva, recomendada nos casos em que a limpeza comum seria insatisfatória.

3 Aplainamento de raiz e dimensionamento de profundidade

Mais que um procedimento, é um tratamento indicado para casos onde já há alguma doença periodontal. Além da remoção de tártaro e placa, e de irrigação antimicrobiana, é feita uma aplicação de antibióticos nos locais necessários. Procede-se também ao aplainamento da raiz, suavizando sua superfície e possibilitando mais rapidez na cicatrização. Utiliza-se anestesia local.

4 Limpeza periodontal

É uma extensão do tratamento anterior, para situações onde os resultados não foram os esperados. É realizado apenas nos locais afetados e com a utilização de anestesia.

Considerando todo o desconforto que tratamentos deste nível podem trazer, é altamente desejável que não sejam necessários e que apenas a limpeza padrão seja suficiente. Para tanto, recomenda-se que a profilaxia seja realizada pelo menos 2 vezes por ano.

Para mais informações sobre cuidados dentários e tratamentos, acompanhe o blog em nosso site http://uniodontouberlandia.com.br/ .

Confira algumas sugestões especiais para você:

5 alimentos que prejudicam sua saúde bucal

Como lidar com a saúde bucal de acordo com a faixa etária

Cuidados com a saúde bucal

5 cuidados para pessoas com restauração dentária

 

Leave a Reply