Gengiva inchada nem sempre é gengivite

By 22 de julho de 2020 Notícias

Gengiva inchada nem sempre é gengivite

 

Uma gengiva inchada ou inflamada quase sempre está acompanhada de dores e sangramento na região. É uma situação bastante incômoda e a tendência é concluir que se trata de uma inflamação causada pela placa bacteriana. De fato, é bastante comum o acúmulo da placa no encontro entre os dentes e a gengiva. A doença gengival se desenvolve quando resíduos alimentares não são retirados da boca, de forma eficiente, durante um certo tempo. Essa inflamação evolui para uma gengivite que, logo após, avança sobre o dente, causando periodontite. Mas, nem sempre é assim. Uma pessoa que sofre com gengiva inchada pode ter outras complicações, como problemas de nutrição, por exemplo.

 

Veja também:

3 passos para encontrar o dentista mais perto de mim

Seu plano dentário: você está coberto?

Planos odontológicos Uniodonto Uberlândia: a primeira opção para a família

 

As gengivas funcionam como uma pele cobrindo as mandíbulas. São compostas por um tecido fibroso, grosso e possuem inúmeros vasos sanguíneos. Por isso, quando inchadas, adquirem uma aparência avermelhada e podem chegar a esconder parte dos dentes.

Problemas que podem causar gengiva inchada

Além da higiene bucal incorreta, do acúmulo da placa bacteriana e da gengivite, outras situações podem provocar inchaço nas gengivas. Para obter um diagnóstico preciso, é necessária a avaliação de um profissional. Entretanto, existem algumas condições que devem ser avaliadas, pois podem provocar o aparecimento de gengiva inchada.

Alteração nos níveis hormonais

A gravidez, a puberdade, a menstruação e a menopausa são períodos em que há modificação na liberação de hormônios. Essa alteração pode aumentar o fluxo sanguíneo para o tecido das gengivas, provocando o inchaço. Além disso, alguns anticoncepcionais também podem causar mudanças dos níveis de hormônio.

Aftas

As aftas são pequenas erupções na gengiva e outras regiões da mucosa da boca, que podem provocar dor e inchaço. Mas é possível diferenciar essas lesões pela sua aparência esbranquiçada, com as bordas vermelhas. Aliás, as aftas são benignas, tratáveis e não contagiosas. 

Tabagismo

Sem dúvida, o cigarro possui agentes nocivos que causam propensão ao desenvolvimento de doenças na gengiva e na boca.

Reação a produtos, como enxaguantes e cremes dentais

Alguns produtos para higiene bucal possuem em sua fórmula ingredientes que podem causar reação alérgica. Por causa disso, a gengiva e a parte interna dos lábios ficam irritadas, vermelhas, inchadas ou cobertas por pequenas bolhas.

Escorbuto

O Escorbuto é causado pela falta de vitamina C, causando fraqueza e cansaço. A doença, se não tratada no início, pode provocar inflamação nas gengivas e outros sintomas na pele, membros e cabelo.

Traumas devido a aparelhos, próteses dentárias ou escovação forçada

Problemas de adaptação aos aparelhos e próteses devem ser acompanhados pelo dentista, para evitar lesões na gengiva. Assim como a pressão excessiva na escovação ou o uso inadequado do fio dental, que podem provocar inchaço nas gengivas.

Desnutrição

O organismo, quando não recebe calorias suficientes, consome sua própria gordura. Passada essa fase, passa a atacar outros tecidos, como as mucosas gengivais, levando fatalmente a problemas muito graves.

Tratamento de quimioterapia

Essa terapia é eficaz contra o câncer, mas é muito agressiva e possui vários efeitos colaterais. Feridas, aftas dolorosas, inchaço e sangramento das gengivas podem ser causados pela quimioterapia. Nesse caso, é aconselhável um acompanhamento odontológico durante o tratamento do câncer.

Uso de medicamentos

Alguns remédios podem causar o crescimento da gengiva e, com isso, dificultar a eliminação da placa bacteriana. São medicamentos utilizados em pacientes de transplante de órgãos, ou para controle da pressão arterial e da frequência cardíaca.

Estresse psicológico

Fatores externos como o estresse aceleram as infecções causadas pelo acúmulo da placa bacteriana, agravando uma situação de gengiva inchada.

Doenças sistêmicas

Diabetes, HIV, leucemia, lúpus e outras doenças sistêmicas costumam se manifestar nas gengivas. A inflamação nas pessoas com essas enfermidades tende a ser mais severa, com mais inchaço e sangramento.

Ao se perceber o aparecimento da gengiva inchada, através da observação e do autoexame, deve-se procurar imediatamente um dentista. Esse profissional será capaz de identificar se o problema tem origem em alguma infecção na boca. Nesse caso, é sua função instruir sobre técnicas eficientes de higiene bucal e iniciar um tratamento.

Caso contrário, poderá ajudar na investigação de outras causas e orientar o paciente para uma possível solução.

Conte com a orientação dos melhores dentistas da rede credenciada  Uniodonto Uberlândia. Acesse o site e encontre o plano ideal para você e sua família.

Leave a Reply