Meu filho tem dentes tortos. O que fazer?

By 26 de fevereiro de 2020 Notícias

Meu filho tem dentes tortos. O que fazer?

A má oclusão é um assunto recorrente devido à sua importância na saúde das crianças, no presente e no futuro. Ao observar a presença de dentes tortos nos filhos, a primeira atitude dos pais deve ser procurar um odontopediatra. Isto porque a maioria dos problemas desse tipo são mais facilmente tratados durante a fase do crescimento. A idade ideal para avaliação da dentição é por volta dos seis anos. Nessa idade, a criança já consegue utilizar corretamente os aparelhos e colaborar com os tratamentos. Contudo, as consultas com o dentista devem ocorrer desde o rompimento dos primeiros dentes. Dessa maneira, o profissional pode acompanhar a normalidade da dentição e identificar o aparecimento de dentes tortos.

 

Você vai se interessar também:

Os segredos para cuidar dos dentes de leite

Odontopediatria: saiba mais sobre esta especialidade médica

Como avaliar a arcada dentária infantil?

Como é uma consulta odontopediátrica?

 

Entretanto, a partir dos 6 anos de idade, esse monitoramento é indispensável, devido à troca pelos dentes permanentes. As visitas ao dentista devem ser periódicas, avaliando o crescimento facial e identificando as correções necessárias, no momento certo. Esse cuidado ajuda a evitar tratamentos longos e dolorosos.

Quando tratar os dentes tortos?

Existem casos especiais, como a perda precoce de um dente de leite, que demandam um tratamento preventivo. Nessa situação, o uso de um aparelho serve para reservar o espaço para o nascimento do dente permanente. Isso evita que os dentes se fechem e ocupem o lugar do novo dente, provocando inclinações anormais.

Porém, as situações frequentes de desalinhamento se mostram quando:

  • Os dentes definitivos estão nascendo apinhados;
  • A arcada inferior, ou até mesmo o queixo, se apresenta adiantada em relação à arcada superior;
  • A assimetria da face está comprometida;
  • O queixo está visivelmente para trás;
  • A criança, ao falar, projeta a língua entre os dentes.

Além disso, quando a criança respira pela boca ou apresenta sinais de bruxismo, deve receber acompanhamento constante. O mesmo acontece quando rói unha, chupa o dedo ou a chupeta. Estes hábitos favorecem o surgimento de problemas como dentes tortos.

Como fazer a avaliação para identificar dentes tortos?

Questões genéticas, como malformações ósseas faciais ou posição incorreta do broto dentário, e alguns hábitos influenciam na posição dos dentes. Por isso, é importante acompanhar e avaliar a arcada de uma criança. Os dentes tortos comprometem a estética, a mastigação e a respiração, além de dificultar a higiene bucal.

Depois de identificada uma suspeita de anormalidade pelo odontopediatra, um ortodontista deve ser consultado. Ele é o profissional mais indicado para avaliar a estrutura dentária, o grau do defeito e a melhor forma de correção. Técnicas como raios X, fotos intraorais, exames de mordida e moldes dentários são utilizadas para auxiliar no reconhecimento.

Tratamento para correção dos dentes tortos

Com base na análise do caso, a utilização de aparelhos ou outros dispositivos ortodônticos pode ser indicada para a correção. Os aparelhos constituem a principal forma de garantir um alinhamento dentário perfeito. De fato, eles forçam lentamente a movimentação dos dentes até a posição ideal, por meio de tração.

Já existem modelos de aparelhos modernos, práticos, confortáveis e mais atrativos. Porém, de qualquer forma, os procedimentos iniciados podem ser demorados e demandar manutenção frequente. A criança está em fase de crescimento e toda a estrutura bucal também sofre alterações.

Dessa forma, o tratamento vai sendo adaptado de acordo com as mudanças ocorridas. Os cuidados diários também são de extrema importância, pois são mais específicos e demorados. Assim, com atenção e paciência, os resultados serão duradouros e da forma esperada.   

Por que corrigir e alinhar os dentes do seu filho?

Além de diminuir a incidência de cáries, o mau hálito e outras doenças bucais, o tratamento promove:

  • Aumento da autoestima;
  • Desenvolvimento normal da fala;
  • Mastigação correta e, portanto, uma melhor alimentação;
  • Manutenção da integridade das gengivas e dos ossos;
  • Facilidade para realizar a limpeza dos dentes;
  • Redução nos problemas de articulação resultantes de mordida irregular.

Portanto, prevenção e tratamento de uma situação de dentes tortos é fundamental para a saúde física e emocional das crianças. As consultas semestrais ao dentista identificam e possibilitam um tratamento precoce e eficiente.

Conte com os melhores odontopediatras da Uniodonto Uberlândia para garantir um sorriso bonito e um crescimento saudável para os seus filhos. Visite o site e conheça um novo jeito de adquirir planos odontológicos.

Leave a Reply