Saúde bucal em tempos de Coronavírus

By 8 de abril de 2020 Notícias

Saúde bucal em tempos de Coronavírus

Coronavírus

O mundo inteiro se recolhe em casa para conter a pandemia do Covid-19. A epidemia global mostrou a rapidez no contágio e transmissão do novo coronavírus. Cientistas e profissionais de todos os países estão em busca de protocolos e cuidados paliativos que tragam alívio às pessoas. Mas, enquanto a vacina não vem e a cura ainda está distante, temos que nos adequar às recomendações de prevenção. As gotículas de saliva e do espirro são as principais formas de contágio. Por esta razão, devemos manter os itens de higiene individualizados, como pasta de dente, sabonete e toalhas de rosto. O local de armazenamento da escova também deve ser individual e, é claro, a escova nunca deve ser compartilhada. Acompanhe abaixo e siga nossos conselhos para ajudar a manter afastada a ameaça do coronavírus.

Veja também:

Qual a relação entre saúde mental e saúde bucal?

3 dicas para criar bons hábitos de saúde bucal para crianças

Própolis para proteger os dentes funciona?

Como aliviar a dor de dente?

Cuidados para evitar a contaminação pelo coronavírus

Capriche na higiene bucal

Manter a saúde bucal evita a proliferação de microrganismos na boca e, portanto, sua disseminação pela corrente sanguínea. Com isso, protegemos nossa imunidade e nosso corpo do ataque de bactérias, que podem criar novas doenças, enfraquecendo o organismo.

Então, mais do que nunca, é importante uma rotina adequada, com escovação, fio dental e enxaguante bucal. Além disso, devemos trocar as escovas de dentes mais frequentemente. Em especial, se passamos por algum episódio de problema de saúde, internação ou suspeita de sintomas do coronavírus.

Mantenha a boca hidratada e evite tocar essa parte do corpo com as mãos

A boca e o nariz são as principais portas de entrada do coronavírus. Por esse motivo, quanto menos tocarmos os órgãos da face, melhor. Além disso, os líquidos ajudam a empurrar o vírus para o estômago, onde pode ser eliminado. Sendo assim, hidrate a boca de 15 em 15 minutos e sempre que se lembrar.

Evite contatos físicos

Abraços, apertos de mão e beijos podem esperar o final da pandemia para serem retomados. De fato, o coronavírus, além do contágio direto, pode se alojar nas mãos, roupas e objetos e passar de uma pessoa para outra. Mais ainda, ele tem um período de incubação assintomático de até 14 dias.

Mantenha distância de 2 metros de outras pessoas em filas, estabelecimentos e outros locais e evite reuniões em ambientes fechados.

Remarque suas consultas odontológicas

CoronavírusSe o seu problema dentário puder esperar, espere. Em casos de suspeita de contágio ou sintomas de resfriado ou gripe, aguarde 14 dias após o final dos sintomas. Se viajou, mantenha também os 14 dias de quarentena, antes de qualquer contato ou atendimento.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças têm recomendações específicas para consultórios odontológicos. Os profissionais tomam todas as medidas de esterilização e desinfecção. A cada atendimento a paciente, são trocados aventais, paramentos, utensílios e é feita uma desinfecção total.

Entretanto, é um tempo que vai passar. Portanto, fique em casa e procure atendimento apenas em casos de urgência ou emergência e seguindo todos os cuidados anteriores. Os casos de emergência são aqueles que expõem os pacientes a risco de morte. Já as urgências não oferecem risco iminente, mas representam situações de dor insuportável, que devem ser resolvidas prontamente.

Outros cuidados importantes na prevenção do coronavírus

  • Mantenha o isolamento social, sempre que possível. Evite aglomerações e só saia de casa, se necessário e utilizando máscara de proteção.
  • Lave as mãos com água e sabão, fazendo bastante espuma por 20 segundos, ao tocar pessoas ou objetos externos. Na impossibilidade, esterilize com álcool gel.
  • Use álcool ou álcool gel 70% e água sanitária para limpar superfícies de contato, como corrimões, maçanetas e chaves. Deixe os sapatos fora de casa ou passe-os em um pano molhado com água sanitária, antes de entrar. Higienize o chão também com o produto e retire os tapetes das portas de entrada.
  • Evite contato com pessoas suspeitas ou com os sintomas do coronavírus. Do mesmo modo com pessoas que tenham viajado para regiões afetadas, durante o período de isolamento de 14 dias.
  • Caso apresente sintomas de febre ou tosse, isole-se e mantenha-se em casa, aguardando a evolução. Se os sintomas se agravarem, provocando, por exemplo, falta de ar constante, procure um hospital.
  • Não se esqueça de cobrir a boca com o cotovelo, ao tossir ou espirrar.

Fique em casa! Proteja-se do coronavírus e conte sempre com a Uniodonto Uberlândia para orientar com responsabilidade e atender com competência.

Leave a Reply