As chances de cura de um câncer de boca, nos casos de diagnóstico precoce, chegam a 90%. O tumor, enquanto pequeno, requer cirurgias reduzidas pois atinge regiões menores do corpo, e os índices de sucesso são bem elevados. Quando o câncer atinge um nível avançado pode deixar várias sequelas na fala e na deglutição. Atentar para os primeiros sintomas de câncer bucal pode ser crucial.

Este é um motivo mais do que significativo para que se insira na rotina alguns procedimentos fundamentais para sua identificação. Realizar mensalmente um autoexame, evitar álcool, tabaco e contaminação pelo HPV, podem diminuir o risco de surgimento do câncer e elevar o índice de cura, nos casos de incidência.

Porém, como todos sabemos, o caminho mais eficaz é o da prevenção, que envolve a manutenção de bons hábitos como uma higiene bucal bem feita e as visitas regulares ao dentista, que podem identificar, além das ocorrências dentárias normais, os sintomas iniciais de um câncer bucal.

 

Como detectar o câncer de boca

 

O câncer consiste no desenvolvimento descontrolado de células no corpo humano. No caso de câncer bucal, esta anomalia ocorre principalmente no lábio inferior, na região da mucosa interna da boca, nas amígdalas, nas glândulas salivares ou na parte posterior da garganta.

As principais vítimas da doença são homens acima de 50 anos, que fumam e bebem muito, trabalhadores rurais muito expostos à exposição crônica ao sol, portadores do vírus HPV e, mais raramente, idosos que usam dentaduras. Neste último grupo, os fatores de risco são próteses mal adaptadas e má higiene oral.

O autoexame pode identificar mudanças nos elementos da boca, como aparência dos lábios, caroços, feridas, inchaços e regiões endurecidas. Utilizando esta técnica simples, em local bem iluminado e com a ajuda de um espelho, pode-se conhecer melhor a própria estrutura bucal e acompanhar possíveis alterações.

Entretanto, a avaliação periódica por um profissional de saúde é imprescindível para o levantamento clínico da região da boca. Um dentista bem treinado pode reconhecer precocemente sintomas sutis e, por vezes, indolores, que indicam o surgimento da doença.

Leia também:

http://uniodontouberlandia.com.br/15-males-que-podem-ser-evitados-com-consultas-regulares-ao-dentista/

http://uniodontouberlandia.com.br/como-acabar-com-afta-na-boca/

http://uniodontouberlandia.com.br/como-lidar-com-a-saude-bucal-de-acordo-com-a-faixa-etaria/

http://uniodontouberlandia.com.br/5-maiores-perigos-para-quem-tem-protese-dentaria/

 

Seis principais sintomas de câncer bucal

 

1) Feridas na boca que não cicatrizam

Apesar de parecer uma coisa comum, como uma afta, se a duração da lesão ultrapassar 2 semanas, provavelmente é um sintoma de câncer de boca.

2) Caroços na boca, nas bochechas ou no pescoço

Caroços, por si mesmos, são preocupantes em relação ao câncer. Na região da boca, sinalizam para o câncer bucal.

3) Manchas vermelhas, brancas ou enegrecidas

Manchas brancas ou vermelhas nos lábios, na mucosa da boca, nas gengivas ou na língua devem ser analisadas sem demora. Normalmente são lesões pequenas, de 0,5 a 1,5 cm.

4) Sensação de algo preso na garganta, rouquidão ou mudança de voz

A sensação de ter algo preso ou a presença de uma ferida na garganta acende um alerta de risco de câncer bucal.

5) Dificuldade para mover a língua ou a mandíbula

Se, ao executar movimentos rotineiros com a língua ou com a mandíbula, houver dificuldade, é um aviso para investigação. Um aumento de volume da língua ou da gengiva sem motivo também não é normal.

6) Dificuldade para mastigar ou engolir

Quando há problemas para mastigar ou engolir, uma visita a um especialista deve ser agendada. Além do incômodo e da perda de qualidade na alimentação, esta dificuldade pode ser um sintoma de câncer bucal.

Como os sintomas costumam ser sutis e, por vezes, indolores, muita atenção deve ser dada ao autoexame frequente. A presença de qualquer destes sinais é motivo suficiente para que se procure um dentista, um otorrino ou um clínico geral. O diagnóstico de um especialista no tempo certo pode fazer uma grande diferença no tratamento e na cura do câncer de boca.

Para saber mais sobre problemas e/ou tratamentos dentários, visite nosso site  http://uniodontouberlandia.com.br/ e conheça os conteúdos do blog  http://uniodontouberlandia.com.br/noticias/.

Leave a Reply