Quais são os tipos de cárie que existem?

A cárie é a doença bucal mais comum e o principal motivo que leva as pessoas ao dentista. Além disso, existem tipos de cárie diferentes, dependendo da complexidade e do local atingido. Porém, como já dissemos em outro artigo, podemos passar a vida inteira sem cárie. A ocorrência da doença está relacionada, sobretudo, à alimentação e à negligência com os cuidados bucais.

Como a cárie é uma infecção que causa dor e afeta grande parte da população, é importante conhecer melhor. No texto a seguir, você vai saber o que é, como evitar e como tratar os diferentes tipos de cárie.

Confira o artigo Cárie dentária: podemos viver toda a vida sem ela

Todos os tipos de cárie têm a mesma causa

A cárie é provocada por substâncias ácidas liberadas por bactérias, quando entram em contato com determinados alimentos. Uma dieta rica em carboidratos, por exemplo, deixa restos de alimentos presos aos dentes.

O ácido liberado pelas bactérias rouba os minérios do dente, o que causa a desmineralização. Na sequência, ocorre um orifício na superfície do dente, entre eles ou na raiz dentária.

Entretanto, a cárie é uma doença multifatorial, isto é, influenciada por diversos fatores. Dessa forma, uma dieta inadequada, somada à suscetibilidade individual e a uma higiene bucal ineficiente, facilita a lesão cariosa.

O acúmulo de detritos na superfície dos dentes estimula a proliferação das bactérias já presentes na boca. Por isso, a higiene bucal é uma das melhores formas de proteger os dentes contra as cáries.

Como a cárie se desenvolve?

Desde o momento em que ocorre a infecção, o dente começa a ser afetado. Como se trata de um elemento calcificado, a desmineralização enfraquece a estrutura dentária. Ela pode atingir apenas o esmalte, mas também pode alcançar a dentina ou o cemento dentário.

Assim, a cárie é normalmente identificada a partir de fissuras no esmalte dentário. Porém, há também situações que não são visíveis a olho nu. Por esse motivo, é importante que o paciente procure um dentista, ao sentir dor ou sensibilidade nos dentes.

Quais são os tipos de cárie dentária?

As cáries são classificadas em função da localização em que ocorre.

Cárie coronária

É a situação mais comum, podendo ocorrer tanto em crianças como em adultos. A cárie coronária atinge a superfície de mastigação ou de contato entre os dentes, sendo mais fácil de identificar.

Do mesmo modo, o tratamento costuma ser mais simples, por estar localizada em locais mais acessíveis pelo dentista.

Cárie radicular

Esse tipo de cárie está associado à retração das gengivas. Como é uma condição frequente com o avançar da idade, ocorre principalmente em adultos e idosos. Entretanto, pode ser agravada por:

Devido ao recuo da gengiva, a raiz do dente fica exposta. Essa superfície não possui esmalte para proteção da dentina, o que torna a cárie mais agressiva. Por isso, a limpeza é tão importante para prevenir tanto a retração da gengiva quanto o acúmulo de placa bacteriana.

Cárie recorrente

A cárie recorrente ocorre no mesmo lugar onde já houve tratamento, como restaurações e coroas dentárias. Esses locais acumulam placa bacteriana com mais frequência, tornando possível um novo ataque e nova deterioração.

Como tratar os diferentes tipos de cárie?

O tratamento de todos os tipos de cárie depende do estágio em que está a doença. Por exemplo, quando está no início, é possível resolver o problema apenas com uma restauração dentária.

Por outro lado, para devolver a funcionalidade da estrutura dentária em estágios mais avançados, é feito o tratamento de canal. Essa situação acontece quando a cárie afeta a polpa do dente.

Entretanto, caso o dentista não seja consultado a tempo, há o risco de perda do dente. Por isso, a necessidade das consultas periódicas, pois essa perda afeta a saúde bucal, a mastigação, a fala e a autoestima.

Principais formas de prevenção

A principal e fundamental forma de se prevenir as cáries é uma boa higiene bucal. Ou seja, escovação após as refeições do dia e utilização do fio dental diariamente.

Além disso, uma dieta saudável contribui tanto para a saúde bucal como para a saúde em geral. É aconselhável não exagerar nos carboidratos e evitar o consumo excessivo de açúcar, principalmente à noite. Nesse período, de fato, o fluxo salivar fica mais baixo, favorecendo a desmineralização das estruturas dentárias.

Visite o seu dentista

Mais do que tudo, é preciso visitar o dentista regularmente. Com as consultas periódicas, a possibilidade de que os diversos tipos de cárie evoluam é bem menor. Afinal, a monitoração das estruturas bucais aumenta as chances de encontrar os problemas ainda em estágio inicial.

Acompanhe sua saúde bucal com regularidade. Faça um bom plano odontológico e tenha o melhor aliado para prevenir e evitar todos os tipos de cárie.

Acesse Uniodonto Uberlândia, conheça as nossas opções e contrate online o melhor plano dentário para você e sua família. Nossa maior alegria é manter o seu sorriso bonito e saudável.

 

Leave a Reply