A melhor resposta para esta pergunta é: NUNCA! Não existe idade certa para obter dentaduras. A prótese total não deveria ser usada em idade alguma. A associação entre idade e perda total dos dentes é uma ideia arraigada na sociedade, porém totalmente errônea. Maus hábitos bucais durante toda a vida e insuficientes políticas públicas de saúde bucal são, na realidade, as causas de 11% da população adulta brasileira (cerca de 16 milhões de pessoas) estarem sem nenhum dente na boca, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na faixa etária acima de 60 anos, quase a metade (41,5%) já perdeu todos os dentes.

Com exceção de situações de traumas, casos de acidentes com batida forte na boca, doenças genéticas e sistêmicas, a má higiene bucal é o fator determinante para a perda dos dentes. Portanto, podemos dizer com segurança que é muito mais fácil manter os dentes do que retirá-los e substituí-los por uma prótese total.

Especialistas garantem que é possível manter todos, senão a maioria, dos dentes na boca durante toda a vida.

 

Veja também no Blog da Uniodonto:

7 mitos sobre tratamento odontológico na terceira idade

15 males que podem ser evitados com consultas regulares ao dentista

5 cuidados para pessoas com restauração dentária

5 maiores perigos para quem tem prótese dentária

 

Por que as pessoas acreditam que existe idade certa para obter dentaduras?

 

Informação é a principal barreira nas questões de saúde. Muitos aspectos culturais e educacionais influenciam na ideia de achar que é normal usar dentaduras a partir de determinada idade. Paralelamente, a saúde pública não está preparada para lidar com uma população com alta incidência de cáries e doenças periodontais.

É claro que o envelhecimento pode trazer algumas complicações como redução do fluxo salivar, mudança no paladar e limitação de movimentos. Mas tudo isto é facilmente resolvido com informação, cuidados e motivação. A cultura da perda natural dos dentes deve e pode simplesmente acabar.

 

 

Como manter a dentição saudável durante toda a vida?

 

 

Prevenção. A administração da saúde bucal durante toda a vida, incluindo uma boa higiene da boca, da língua e dos dentes é que vai fazer a diferença. Escovação e limpeza da língua depois das principais refeições, uso do fio dental pelo menos antes de deitar, alimentação saudável e acompanhamento odontológico duas vezes ao ano, controlando o fluxo salivar, ajudam a ficar longe da dentadura. Mesmo para adultos e idosos que já perderam alguns dentes, há inúmeras possibilidades de tratamento e controle, jogando por terra a falsa premissa de que existe idade certa para obter dentaduras.

 

Quando é indicado o uso de dentaduras?

 

A prótese é indicada na totalidade dos casos em que o paciente já não tem nenhum dente ou quando há uma opção deste pela extração total, em detrimento de tratamentos por vezes considerados caros e complicados. A ausência de dentes compromete a autoestima e a qualidade de vida, impede um estilo de vida mais saudável e ativo, dificulta o paladar e afeta a fala e o sorriso. A intimidade e os relacionamentos sociais também sofrem queda.

A utilização de prótese total reduz o desconforto da perda total dos dentes. A dentadura, muito mais do que reposição dos dentes, recupera o suporte dos lábios e outros aspectos da face e contribui para o rejuvenescimento facial. Mas é preciso que o usuário esteja ciente de que o acompanhamento pelo dentista deve ser permanente e regular, no mínimo a cada seis meses. Uma dentadura mal ajustada aumenta as chances de problemas graves como a perda óssea e dificulta a fala e a mastigação.

 

Como escolher a dentadura ideal?

 

Existem dois tipos de procedimentos para colocação de prótese total: a convencional e a imediata. Na convencional, espera-se a cicatrização do tecido para que seja instalada, que pode levar meses. Já com a imediata, a colocação é feita logo após a extração, porém exige ajustamento durante todo o tempo de cicatrização.

Além do procedimento para implantação da dentadura, deve-se também avaliar a cor da prótese, o orçamento e, principalmente, a capacidade e formação do profissional. Um especialista em colocação de próteses dentárias de confiança será capaz de ajudar com a escolha da dentadura ideal, com as informações necessárias e com um perfeito acompanhamento.

 

Veja mais conteúdos relevantes sobre saúde bucal e tratamentos odontológicos em nosso blog: http://uniodontouberlandia.com.br/blog/

 

Leave a Reply